Projeto Escolinha

Quando melhorar a vida é uma missão

Com o objetivo de melhorar a alimentação das crianças desfavorecidas, em idade escolar, na cidade de Trindade, em São Tomé Príncipe, a Fundação Claret, localizada em Pedrosos, recorreu ao NOVO BANCO Crowdfunding para angariar verbas para fazer face às necessidades básicas destas crianças. Os donativos recolhidos através da plataforma NOVO BANCO Crowdfunding foram efetivamente um pilar importante para a execução da iniciativa e complementar o trabalho que já era efetuado pela Fundação.

A Fundação Claret é uma Organização Não Governamental (ONG) que realiza a sua atividade de cariz social não só em Portugal como também em São Tomé e Príncipe. A sua vocação centra-se essencialmente em proporcionar uma melhoria de vida aos mais carenciados, nomeadamente crianças e jovens. 

O "Projeto Escolinha" teve como objetivo inicial melhorar o nível de educação das crianças desfavorecidas em Trindade, mas ao prestar apoio nas atividades extra escolares a cerca de 30 crianças do ensino básico, os voluntários portugueses em colaboração com líderes locais verificaram que as crianças não tinham uma alimentação condigna, efetuando apenas uma refeição diária. 

A Fundação Claret entendeu que se teria que suprir esta necessidade básica e proporcionar mais uma refeição diária, o que foi conseguido através dos 2 300 Euros angariados através do NOVO BANCO Crowdfunding. 

O financiamento através do NOVO BANCO Crowdfunding, mostrou-se extremamente eficaz em termos de valor e tempo, que é fundamental para a consolidação de um projeto

Jorge Pires, Gestor de Projetos da Fundação Claret

Com os donativos recolhidos e o precioso auxílio de 9 Voluntários de curta duração (1 semana a 1 mês), dois de média duração (6 meses) e um de longa duração que habitualmente acompanha o projeto na sua íntegra foi possível, em 2015, auxiliar cerca de 40 crianças do ensino básico de Trindade. Cada criança teve assim a oportunidade de receber uma refeição diária durante o período escolar e material de higiene básica, complementando, deste modo, o apoio nas atividades extra escolares.

Em São Tomé muitos foram os momentos que marcaram esta experiência única: os sorrisos, os abraços, as gargalhadas, as brincadeiras, a música, a festa… Estes momentos renovaram a minha vontade de apoiar aqueles que vivem com o pouco que lhes é permitido. Ninguém nasce condenado à pobreza ou ao analfabetismo. Há que por mãos à obra!

Tânia Mota, Voluntária Projeta Escolinha 2015

Para mais informações consulte: https://novobancocrowdfunding.ppl.pt/prj/projecto-escolinha