"Ponto Por Ponto" e NOVO BANCO Crowdfunding permitem formação em negócio social a 21 pessoas em São Tomé e Príncipe

"Ponto Por Ponto" e NOVO BANCO Crowdfunding permitem formação em negócio social a 21 pessoas em São Tomé e Príncipe

"Ponto por Ponto" foi o projeto que os Leigos para o Desenvolvimento levaram a cabo com o objetivo de adquirir máquinas de costura e respetivos materiais para dar início a um negócio social em São Tomé Príncipe, através do NOVO BANCO Crowdfunding.

Com os 2 437 euros angariados, 437 euros para além do objetivo inicial, em fevereiro último, o projeto dos Leigos para o Desenvolvimento já possibilitou a formação de dois grupos, nomeadamente um grupo composto por 18 mulheres e o Grupo de Costura, composto por três elementos, ambos em Porto Alegre. 

O grupo composto por 18 mulheres foi alvo de um programa de desenvolvimento multidimensional, no qual se inclui a formação em costura à máquina, com uma duração de 3 meses, que possibilitou o aprofundamento dos seus conhecimentos permitindo em breve a junção de algumas ao Grupo de Costura.

O Grupo de Costura foi constituído após os donativos recolhidos através do NOVO BANCO Crowdfunding, sendo formado por pessoas com alguns conhecimentos em costura que se juntaram para dar origem ao seu negócio social. Já tiveram a oportunidade de participar em 4 workshops, lecionados por uma costureira sénior proveniente da cidade capital. Não obstante de ainda se encontrarem numa fase inicial, já deram início à venda produtos à comunidade local e a turistas, dando continuidade aos processos de qualidade.

Nós somos o Grupo de Costura de Vila Malanza. Somos o Narciso, a São e o Diky. Graças à sua ajuda dispomos de máquinas de costura para trabalharmos em grupo. Com o apoio dos Leigos para o Desenvolvimento temos agora um espaço onde no podemos juntar, executar o nosso trabalho e temos recebido formação sobre como fazer vários tipos de roupa e acessórios.A comunidade já reconhece o nosso trabalho e temos tido cada vez mais clientes. Também já estamos a vender em Ponta da Baleia para os turistas.

De momento o Grupo encontra-se a organizar preçários, responsabilidades entre elementos e a sinalética de publicidade do ponto de venda. Todos os elementos estão conscientes da necessidade de garantir a sustentabilidade do negócio e do potencial turístico que a zona sul de São Tomé apresenta, que certamente irá garantir mais clientes, pelo que a confiança de todos faz parte do sucesso deste negócio social.

A campanha Ponto a Ponto publicada no NOVO BANCO Crowdfunding, promovida pelos Leigos para o Desenvolvimento, com o objetivo de apoiar o início de um negócio social de costura nas comunidades de algumas roças em São Tomé e Príncipe, já começou a dar os seus frutos. O início das atividades do grupo foi marcado pela execução de pequenas peças, como bolsas ou carteiras, tendo sido seguido de algumas sessões de formação de modo a melhorarem as suas competências e aprenderem a executar novas peças que já começara, a ser comercializadas

Tiago Veiga, voluntário que acompanha o Projeto em São Tomé e Príncipe