SAMOV - Saúde em Movimento - Combate à Tuberculose

Muito obrigado pelo seu contributo. Este projeto já se encontra financiado a 100% devido ao envolvimento da sociedade civil.
Contudo, encontram-se ainda em aberto outros projetos a necessitarem da sua generosidade, pelo que ainda tem possibilidade de poder contribuir para outra causa através do NOVO BANCO Crowdfunding.
Objetivo: 
1 500 €
Terminado a: 
29/12/2015
Localização: 
Dili, Timor-Leste.

Sobre o projeto

O SAMOV tem como objetivos fundamentais, a redução da incidência e prevalência da Tuberculose em Timor-Leste, bem como a redução da morbilidade e mortalidade associadas. Resulta de uma parceria entre o G.A.S.Porto e a Clínica do Bairo Pité, em Dili.

O projeto consiste numa rede de monitores de saúde comunitária, que atuam na prevenção, suspeita diagnóstica e tratamento do doente com tuberculose em aldeias remotas e isoladas do país. Após formação adequada, os monitores que são escolhidos pela própria comunidade em cada uma das aldeias, desempenham várias funções, nomeadamente: mantêm a vigilância dentro da comunidade, estando atentos aos sinais e sintomas da doença, de forma a tornar o diagnóstico mais precoce, asseguram o tratamento adequado dos doentes que regressaram à aldeia após diagnóstico nas instituições de saúde, ensinam à comunidade os cuidados básicos para lidar com a doença. De forma periódica, no mínimo mensal, uma unidade móvel da Clínica do Bairo Pité com médico e/ou enfermeiro desloca-se às aldeias, onde é feita a adequada monitorização e partilha de experiências com os monitores do SAMOV.

A Tuberculose é a 2ª principal causa de morte a nível mundial por um único agente infecioso, sendo Timor-Leste o 4º país no Mundo com maior taxa de mortalidade devido a esta doença, apresentando a maior incidência de toda o continente Asiático (498/100.000 habitantes). Para além de uma elevada taxa de mortalidade, em Timor-Leste, a Tuberculose associa-se também a uma importante morbilidade. Desde a declaração de independência, o Sistema de Saúde de Timor-Leste tem vindo a progressivamente a desenvolver-se, no entanto, enfrenta ainda muitas dificuldades, sendo que aproximadamente 70% da população vive em meios rurais, isolados e com acesso muito difícil aos cuidados de saúde. Desta forma, o controlo da Tuberculose no país torna-se muito difícil e as dificuldades são enormes, desde o desconhecimento da doença, ao estigma da população, ao recurso à medicina tradicional, bem como, ao difícil acesso aos cuidados de saúde pela maior parte da população.

Atualmente, o SAMOV salva vidas em 3 aldeias de Timor: Rairobo, Damlaran e Diru-Hati, onde atuam 4 monitores. Estes monitores vigiam regularmente mais de 400 pessoas e garantem tratamento eficaz em 100% dos casos diagnosticados.

Sobre G.A.S.Porto - Grupo de Ação Social do Porto

O G.A.S.Porto foi criado em Abril de 2002, por cinco amigos, jovens universitários. Hoje é constituído por cerca de 400 voluntários, atuando de forma multidisciplinar em diversas áreas, desde o apoio e dinamização sociocultural, à saúde e à educação. Atualmente apoia 13 projetos de voluntariado a nível nacional e 2 missões humanitárias internacionais (Timor-Leste e Moçambique).

Para desempenhar este trabalho dia a dia, o G.A.S.Porto aposta em ser uma “Escola de Vida”, onde cada voluntário possa crescer individualmente, em grupo e no Serviço aos outros. Para isso, promove a formação dos seus voluntários, através de reuniões semanais, formações técnicas, fins-de-semana temáticos – de trabalho e de reflexão - e uma caminhada a Santiago de Compostela.

Guiado pelo lema “ESTAMOS JUNTOS” e acreditando num mundo com menos necessidades, mais solidariedade e justiça, o G.A.S.Porto promove um voluntariado de afetos, onde as pessoas possam ajudar de forma contínua e integrada na sociedade.

Orçamento e prazos

Prazo: dezembro 2015
O orçamento proposto corresponde a 12 meses, de dezembro de 2015 a dezembro de 2016 (12 meses).

Quantia total: 1500€.
Explicação do valor:
Salários dos monitores: 4 monitores - $25 por mês x 12 meses = $1200
Salários do coordenador: $35 por mês x 12 meses = $420
Custo da formação anual aos monitores em Dili: Cada monitor: $10 transporte + $9 refeições de 3 dias x 4 monitores = $76

Pela taxa de conversão a 27-8-2015: $1696 = 1512€ (aproximadamente 1500€)

Imagens